O segundo luto do autismo

segundo_luto_do_autismo

A palavra “autismo”, ouvida do outro lado da mesa do médico, ecoa, é dolorosa, traz um luto profundo, tira o chão e parece jogar todos os sonhos pela janela. Contei como vivi esta experiência em um dos primeiros posts do blog. 

Por que “luto”? Luto é a tristeza profunda pela morte de alguém próximo. Aqui, não estamos tratando de uma morte física, mas da morte mental do filho idealizado. Aquele que achávamos que viria. Que pensávamos que ia estudar no colégio X, ir aos jogos de futebol do time do coração com o pai, fazer um milhão de coisas que já planejamos antes mesmo dele nascer. 

Continue Lendo

Dicas para o sono da criança autista

autista-não-dorme

Problemas de sono são coisa bem comum entre crianças autistas. Como referência rápida, achei um estudo de 2004 que conclui que entre 44% e 83% das crianças autistas têm algum problema para dormir. Isso inclui a dificuldade em pegar no sono, de dormir na própria cama, o sono que se interrompe com frequência e até pesadelos. 

Continue Lendo

Lagarta Vira Papo: Autismo e Comunicação Alternativa

autismo-comunicação-alternativa

Gravamos, ontem, o Lagarta Vira Papo sobre autismo e comunicação alternativa. A convidada foi Renata Bonotto, professora e pesquisadora da área, em fase de conclusão de doutorado.

A Rê tem um filho autista não verbal – o Vinícius – que acabou sendo seu grande incentivo para entrar de cabeça nos estudos dessa área. E como ela entrou! Posso dizer, sem medo de errar, que esse foi o Lagarta Vira Papo com mais informações úteis por minutos que já fizemos! Cheguei mesmo a me emocionar, enquanto editava, pensando no quanto ele vai ajudar a tanta gente!

Continue Lendo

Amar é dormir abraçadinho na king size

autismo-e-afeto

Tenho duas crianças que não falam aqui em casa. Uma é o Theo. A outra é a Lola. Sim, porque a Lola é, praticamente, uma pessoa. :)

Falta de palavras, no entanto, não é falta de amor.

Se tem algo que me talha o sangue é ler que crianças autistas não são afetuosas. Tenho que contar até 10 e respirar fundo várias vezes.

Continue Lendo

Preciso me encontrar…

“Se alguém por mim perguntar, diga que eu só vou voltar quando eu me encontrar”

~ Cartola

Ano passado foi muito intenso. Nos estabelecemos de verdade aqui na Suécia, vimos as quatro estações virem e voltarem, Theo se adaptou muito bem à escola e ao lugar. Nos adaptamos, melhor, também, às muitas viagens do marido, ao jeito de ser direto e reto dos suecos, à nossa rotina e vida por aqui. 

 2015 foi ano de correr atrás de mais informações sobre o meu filho. Fiz um exame genético com o “cuspe” do Theo. Em (super) resumo, ele mostrou algumas mutações importantes. Existem algumas correntes com relação ao que fazer nessa situação. Ainda não cheguei a nenhuma conclusão. 

Continue Lendo

Vírus Zika, microcefalia e boatos

shutterstock_356001569

A fonte de informação é o que caracteriza um boato.

Normalmente, boatos começam com fontes que não são nada confiáveis. Não há números, documentos, estudos, evidências, nada. Só o que há é a palavra de alguém.

Continue Lendo

A linda arte de treinar cães de assistência

Tanto em Londres quanto em Estocolmo, descobri que os cães de assistência podem acompanhar sua criança ou adulto em qualquer ambiente. É um trabalho extremamente sério e respeitado por aqui.

Mas, afinal, pra que serve um cão de assistência? É a mesma coisa que cão terapeuta? E como eles podem ajudar uma criança autista ou com outra deficiência? Para responder essas e mais dúvidas, bati um papo com a Rocio Marin e o Hugo Cardeña, da Bocalán Brasil, pioneiros no trabalho de cães de assistência no Brasil, e que estiveram presentes no Pupanique deste ano em São Paulo!

Continue Lendo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.