Meu amigo faz iiiii: lançamento oficial

Foi uma pré venda incrível! Tão incrível que tivemos que pará-la antes da hora, ou eu não conseguiria autografar todos os exemplares vendidos. 🙂 Agora é hora do lançamento oficial do livro “Meu amigo faz iiiii”. 

O livro conta a história de dois coleguinhas de escola. Bia, que é a narradora, observa que seu colega Nil tem alguns comportamentos diferentes. Orientada pela professora, começa a observá-lo para tentar compreendê-lo. O resto, vocês vão ter que ler para descobrir!

Se você tem um/a filho/a com autismo ou outra deficiência, é um bom presente para os coleguinhas da escola. Se você tem um/a filho/a com desenvolvimento “típico” e quer ensiná-lo/a a encarar a diversidade como algo natural e positivo, também!

Continue Lendo

Começou a pré venda do livro “Meu amigo faz iiiii”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fiz uma pesquisa com os seguidores do blog há uns dois anos e descobri algo curioso: metade deles não têm filhos autistas. Dentre profissionais da área médica, professores, estudantes de psicologia e outros, há mães de crianças típicas que querem entender mais sobre o assunto. Que estão empenhadas em fazer com que seus filhos vejam a diversidade como algo positivo.

Pensando nessas pessoas tão especiais, resolvi dar uma forcinha. E qual a melhor forma de mostrar às crianças que existem coleguinhas diferentes, mas que isso não impede ninguém de fazer amizade, brincar, compartilhar experiências? A resposta que veio ao meu coração foi este livro. Uma criança contando para outras crianças. Com linguagem simples e sem passar além do essencial. 

E foi assim que surgiram os personagens Bia e Nil, que são colegas na escola.
Bia é uma criança com desenvolvimento típico. Nil…bem…vocês vão ler e entender!

Continue Lendo

A desumanização de mães e crianças com deficiências

Um dia, você está dando a mamadeira para o seu filho de 2 anos. Ele dorme em seu colo, você o acalenta, cheira aquele cabelinho e tem vontade de guardar esse aroma em um potinho. Você o põe para dormir e observa seu semblante tranquilo em meio a bochechas rosadas. Seu bebê é tão lindo! E tantas possibilidades jazem ali no berço agarradas àquela naninha.

No dia seguinte, um relatório da escola acende um farol vermelho. Como assim meu filho não acompanha o ritmo do desenvolvimento das outras crianças? Como assim não interage? Não dizem que cada criança tem seu tempo? Na dúvida, você segue a recomendação da escola e marca uma consulta com um profissional qualificado.

Continue Lendo

Atividades da vida diária com a criança autista

Eu acordo, vou ao banheiro, escovo meus dentes, lavo o rosto e troco a camisola por uma roupa. Faço tudo isso automaticamente, sem parar pra pensar, porque já são mais de 30 anos de aprendizado. Essas coisas banais que fazemos no automático – como tomar banho, trocar de roupa, calçar os sapatos – são o que a terapia ocupacional chama de “atividades da vida diária”. Ou AVDs, como já são conhecidas.

As AVDs podem parecer banais, mas são parte crucial da independência na vida adulta. Acontece que nossos filhos autistas muitas vezes apresentam dificuldades motoras, que complicam um pouco tarefas simples como colocar os sapatos. E o que nós fazemos? Sim, nós fazemos por eles. Muitas vezes. De muitas formas diferentes. Em várias atividades diferentes.

Continue Lendo

O que significa ter um filho autista

Meu filho é autista.

Isso NÃO significa que ele é um gênio.

Isso significa que ele tem dificuldades para interagir e se comunicar.

Isso NÃO significa que ele é incapaz de interagir ou de se comunicar.

Continue Lendo

Autismo e planos de saúde: saiba os direitos do seu filho

 

O diagnóstico do transtorno do espectro autista é caracterizado por comportamentos estereotipados, dificuldades sociais e na comunicação. Aproximadamente, uma em cada 68 crianças irão receber este diagnóstico, segundo estudo realizado nos EUA e divulgado no ano de 2014 pelo Centro para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Sabe-se que quanto mais cedo for realizado o diagnóstico e o tratamento, maiores são as chances de autonomia e adaptação social.

Continue Lendo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.